DICAS

PIMENTA CALABRESA

DA CALÁBRIA PARA O BRASIL

A pimenta calabresa não é uma espécie ou variedade, mas sim um tipo de pimenta desidratada e triturada que surgiu na região da Calábria, no sul da Itália. Daí, o nome.

No Brasil, as pimentas calabresas encontradas embaladas nos mercados são, normalmente, pimenta dedo-de-moça (Capsicum baccatum) floculada e seca. Fora do Brasil, não é difícil encontrar pimenta semelhante à calabresa, porém feita com pimentas do tipo Caiena (Cayenne pepper), da espécie Capsicum annuum.

Na culinária brasileira, a pimenta calabresa é ingrediente de variadas receitas, com destaque para a linguiça calabresa, criada no Bixiga – bairro da cidade de São Paulo, formado por imigrantes italianos. Provavelmente, a inspiração veio de um tipo de linguiça da Calábria.

Há outras heranças culinárias da Calábria que ganharam o mundo: o salame Peperone e o Antepasto Sardela.

A ORIGEM

As pimentas que foram embarcadas das Américas para a Europa durante o século XVI se adaptaram muito bem na região da Calábria, localizada ao Sul da Itália. Nessa região o inverno é menos rigoroso e o solo bem arenoso. As pimenteiras são plantadas no auge do inverno, nos meses de janeiro e fevereiro, e ao iniciar o verão as pimentas já estão no ponto de colheita.

A espécie Capsicum annuum é a que melhor se adaptou ao sul da Itália. Além de resistir bem ao frio, esta espécie mantém uma alta concentração da Capsaicina, substância responsável pelo ardor das pimentas.

Os italianos denominam as pimentas por meio do termo “peperoncino picante” e não dão muita importância às diferenças que existem entre elas, uma vez que as variedades de Capsicum annuum são parecidas em termos de ardência, embora umas sejam claramente mais ardidas do que outras.

Fonte: Portal da Pimenta